2011/07/26

A Síndrome do Holofote



A Organização Mundial da Saúde deveria alertar governos e decretar a existência de uma pandemia.

A SÍNDROME DO HOLOFOTE

Um dos grandes problemas desta síndrome é que não há grupo de risco específico:

- Atinge, sem distinção, homens e mulheres, jovens e moços, ricos e pobres.
- O principal sintoma é o desejo de tornar-se ou estar famoso(a).
- Os acometidos por ela não sabem explicar bem o que os move.
- Querem aparecer, querem ser alvo dos holofotes sem necessariamente possuir algum mérito que os diferencie dos demais
- Talento, pra que isso é secundário, não é preciso pensar para  aparecer.
- Passam então a desenvolver comportamentos por vezes estranhos, por vezes patéticos para atingir o seu objetivo.

Dentre esses comportamentos alguns se destacam:

Ressaltar dotes físicos naturais ou artificiais:
Assim, ressaltar algum atributo físico pode render fama, mas é por um tempo limitado.
Sempre aparece uma novidade, o que não deixa de ser surpreendente.
Quando se pensa que já se viu de tudo, aparece mais uma com outros atributos espalhados pelo corpo.

Fazer fotos em eventos
claro que em posses bem sensuais, e de preferência com uma socialyte ou uma pessoas realmente famosa ao fundo, e divulga-las até a exaustão nas rede sociais e em pagina de amigos.
Gravar VídeoBook  e divulgá-los no Youtube, esperando que se tornem virais (campeões de acessos):

O grande problema está em manter-se sob as luzes.
Sociedade é um clube muito seleto esse dos famosos e pessoal não tem holofotes para todo mundo. Então os aspirantes e portadores da Síndrome acabam tendo que rebolar muito para conseguir um lugarzinho no foco do holofote .

Uma grande ajuda é
aparecer nas paginas finais de Revistas que tenham expressão social,
na coluna de colunistas sociais de maneira constante é claro.
Estar em eventos que tenha cobertura de televisão e claro ser entrevistado para dar opinião sobre o evento (mesmo sem nem saber sobre do que se trata e dizer que esta feliz e que deseja sorte)

Hoje em dia tudo pode ser transformado em mídia e noticia, e disso nós sabemos bem, viagens, passeios, série de exercícios, inauguração de um a loja, finais de semana a praia, namoros, casamentos, festas, rompimentos, novos relacionamentos, novos casamentos, gravidez, nascimento de filho e por aí vai.

Como eu disse, é uma enfermidade grave e infelizmente está se tornando uma epidemia em nossa cidade !
Nós sempre divulgamos eventos por aqui, ações sociais, algumas inaugurações e festas e sempre recebemos mensagens com o seguinte teor:
"quem fará a cobertura, quem será o fotografo do evento e em que dia algum dos programas de TV regional estarão fazendo a cobertura" dependendo de nossa resposta recebemos a confirmação da presença ...

Portanto todo o cuidado é pouco, uma vez que ainda não existe remédio pra isso e nem grupos de apoio !



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que você chegou até aqui deixe seu comentário !
Sua opinião é muito importante para nós e vai nos ajudar a direcionar os artigos para suas necessidades